Jardins Proibidos (Com Olavo Bilac) Lyrics

Paulo Gonzo

Paulo Gonzo - Jardins Proibidos (Com Olavo Bilac) Lyrics

Quando amanheces, logo no ar,
Se agita a luz sem querer,
E mesmo dia, vem devagar,
Para te ver.

E já rendido, vê-te chegar,
Desse outro mundo, só teu,
Onde eu queria entrar um dia,
P'ra me perder.

P'ra me perder, nesses recantos
Onde tu andas, sozinha sem mim,
Ardo em ciúme desse jardim,
Onde só vai quem tu quiseres,
Onde és senhora do tempo sem fim,
Por minha cruz, jóia de luz,
Entre as mulheres.

Quebra-se o tempo, em teu olhar,
Nesse gesto, sem pudor,
Rasga-se o céu, e lá vou eu,
P'ra me perder.

P'ra me perder, nesses recantos,
Onde tu andas sozinha, sem mim,
Ardo em ciúme desse jardim,
Onde só vai quem tu quiseres,
Onde és senhora do tempo sem fim,
Por minha cruz, jóia de luz.

Translate Paulo Gonzo - Jardins Proibidos (Com Olavo Bilac) lyrics to:
In order to see the lyrics of Paulo Gonzo - Jardins Proibidos (Com Olavo Bilac) it is necessary to have java script enabled browser. We have another 4 lyrics of songs by Paulo Gonzo, that you are able to see on the right or clicking on the artist's name. We plan in the future to enable the possibility to make translations of Paulo Gonzo - Jardins Proibidos (Com Olavo Bilac) lyrics on your own or other languages.

Example: To see English translation for the Paulo Gonzo - Jardins Proibidos (Com Olavo Bilac) lyrics please choose from the dropdown list English.

9.48 out of 10 based on 33 Lyrics Lrc ratings.

Download Paulo Gonzo - Jardins Proibidos (Com Olavo Bilac) with Youtube to Mp3 downloader